fbpx
Ligue-nos:     21 2147-0829   /     21 97532-3236
Com queda de 12% no preço, Energia Solar se torna mais acessível

Com queda de 12% no preço, Energia Solar se torna mais acessível

Além de sustentável, a energia solar está se tornando cada vez mais viável financeiramente. Isso é o que percebemos pelo estudo feito pelo Instituto de Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (Ideal) junto com a Câmara de Comércio Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK-RJ).

Intitulado “O Mercado Brasileiro de Geração Distribuída Fotovoltaica”, o estudo envolveu 350 empresa de energia solar do Brasil e mostrou que há uma queda nos preços para a aquisição de um sistema solar. Por exemplo, um sistema de até 5 kWp está com o custo atual de R$ 7,5 mil / kWp, R$ 1 mil a menos do que no último estudo.

Para o diretor adjunto da AHK-RJ, Philipp Hahn, essa queda de preços tem sido constante ultimamente e deve continuar mesmo que o custo dos equipamentos estacione. Isso porque as empresas poderão ser mais flexíveis com relação o preço da mão-de-obra.

Ao contrário da opinião geral, a energia solar é uma forma acessível de produção de eletricidade, principalmente para pequenos consumidores. Atualmente, é possível adquirir um sistema de 2,5 kWp – 3 kWp para uma residência de classe média com quatro moradores por R$16 mil a R$ 22,5 mil, dependendo do Estado e da dimensão.

Reinaldo Silva, funcionário público e morador de Niterói se encantou com a economia gerada. “Sempre ouvi dizer que era caro, mas o preço não é tão elevado se você avaliar a economia que será gerada. Minha conta de energia era em torno de R$622,00. Atualmente está R$278,00. Em períodos de inverno paguei R$132,00”.

Para alguns consumidores e adeptos dessa forma de geração de energia, o benefício vai além da economia, engloba também a sustentabilidade e a autonomia. Esses foram os incentivos para Julio Tavares, gestor de tecnologia da informação e morador de Goiânia.

“Investi em solar por acreditar que é uma forma inteligente de obter energia elétrica com mínimo de degradação ao meio ambiente e em segundo plano por dar maior autonomia no consumo sem ter que preocupar com aumento de tarifas da concessionária. Minha conta de energia era de R$ 180 e está agora em R$ 22. Já estou recomendando para amigos”

Fonte: Ciclo Vivo

Elaboração: Julia Meliga Pimentel, Marketing, Gene Sustentável
logo


Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *