fbpx
Ligue-nos:     21 2147-0829   /     21 97532-3236
Exploração de energia renovável aumenta 900% em 18 meses

Exploração de energia renovável aumenta 900% em 18 meses

Balanço da Aneel mostra que 120 projetos de micro e minigeração estão instalados hoje no em Mato Grosso

O investimento em energia renovável cresceu 900% em 18 meses em Mato Grosso. Balanço da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostra que em agosto de 2015 12 projetos de micro e minigeração estavam instalados no Estado, em fevereiro deste ano o número chegou 120, impulsionados por financiamento de serviços.

Segundo o coordenador de energia da Sedec (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Teomar Estevão Magri, a expectativa para quem investe nesta modalidade de geração de energia é de um retorno no investimento em menos de seis anos.

“Esse resultado vem para mostrar que os programas de incentivo ao chamado emprego verde realizado sob a nossa coordenação está dando resultados positivos”, disse.

O Sistema de Compensação de Energia Elétrica, que estabeleceu norma para exploração de energia renovável, permite que o consumidor instale pequenos geradores,  como painéis solares fotovoltaicos e microturbinas eólicas, em sua unidade consumidora e troque energia com a distribuidora local com objetivo de reduzir o valor da sua fatura de energia elétrica permitiu que empresários e consumidores em geral investissem em fontes de energia limpa.

Para fomentar o uso desse tipo de energia renovável, principalmente a energia fotovoltaica, ou solar, a Sedec e Secretaria de Fazenda (Sefaz) concederam isenção do ICMS nesta modalidade de micro e de minigeração de energia.

“Este foi o primeiro incentivo para criarmos uma política pública para o setor, principalmente para a energia solar, que tem um forte potencial em Mato Grosso. O consumidor passou a ter a possibilidade de gerar a sua própria energia de forma mais barata, sustentável e democrática”, explica o secretário-adjunto de Indústria, Comércio, Minas e Energia da Sedec, Eduardo Mota Menezes.

Fonte: CircuitoMatoGrosso


Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *